PASTILHA DE FREIO NEW FIESTA JURID HQJ-2283

5/5

FORD NEW FIESTA 1.6 16V

Disponibilidade: Em estoque.

Imagens meramente ilustrativas.

Garantia: 03 meses (não nos responsabilizamos pelo mau uso ou instalação indevida, causando a perda da garantia).

Recomendamos que os produtos sejam instalados por profissionais especializados. Oferecemos o serviço de instalação em nossas lojas. Consulte com nossos vendedores!!!

equipamento de tecnologia de ponta.

A pastilha de freio não é apenas um item sem importância ou um componente simples do carro, e quem pensa isso está redondamente enganado. O sistema de freio compõe diversas peças, sendo todas fundamentais para o desempenho na hora de parar ou desacelerar o seu veículo. De modo geral e o mais aconselhável é a cada duas trocas de pastilhas, trocar ou retificar o disco. Se a manutenção da pastilha não for feita adequadamente, o disco vai acabar comprometido, pois ficará em contato constante com a plaqueta e não com material correto, o que causará atrito ferro com ferro, o que danifica o disco prematuramente.

 

Por isso, vale ressaltar que, se as pastilhas de freio estiverem danificadas, todo o sistema de frenagem do veículo estará comprometido. As pastilhas de freio são de suma importância para a segurança do carro e de quem está usando. A equipe RS Embreagem recomenda que a instalação seja feita por um de nossos mecânicos, pois possuímos os melhores profissionais prontos para melhor atendê-lo!

O nome Fiesta (que significa “festa” em espanhol) pertencia à General Motors, usado como um nível de acabamento em peruas, quando o carro foi projetado e foi dado gratuitamente para a Ford usar em seu novo carro de classe B. Após anos de especulação da imprensa automotiva sobre o novo carro da Ford, ele foi sujeito a uma sucessão de vazamentos de imprensa cuidadosamente elaborados desde o final de 1975.

Um Fiesta estava em exibição na Corrida 24 Horas de Le Mans em junho de 1976, e o carro foi à venda na França e na Alemanha em setembro de 1976; para a frustração das concessionárias do Reino Unido, as versões com volante à direita só começaram a aparecer em janeiro de 1977. Seus primeiros concorrentes na Europa, além do Fiat 127 e do Renault 5, incluíam o Volkswagen Polo e o Vauxhall Chevette.

O Ford Fiesta Mk1 foi o primeiro Fiesta a entrar no mercado na Europa em 1976. Foi o primeiro veículo Ford de tração dianteira disponível e foi o único segundo mini carro hatch a ser construído na época no Reino Unido. O Mk1 teve um sucesso imediato e foi o supermini mais vendido da Grã-Bretanha em 1978. Disponível em motores a gasolina de 0,9 e 1,1 litros, com velocidade máxima de 81 mph, mais de um milhão de Fiesta foram vendidos pela Ford em 1980. Este ultrapassou 2 milhões em 1982 para torná-lo o carro mais vendido da Grã-Bretanha na época.

O Ford Fiesta Mk2 apresentava um interior e uma frente renovados, permitindo que fosse denominado Mk2. Vimos a introdução do primeiro Fiesta a diesel com este modelo e a Ford tinha toda a confiança em seu novo supermini. As vendas iriam mostrar que foi um sucesso com mais de 150.000 carros vendidos em 1987. O Mk2 tinha uma velocidade máxima de 86 mph e podia ir de 0 a 60 mph em 18,7 segundos. Era um modelo novo e alegre e, em 1987, o Fiesta era um nome incrivelmente reconhecível para a Ford.

O Ford Fiesta Mk3 foi significativo por representar como a necessidade dos carros estavam mudando. Este foi o primeiro Fiesta a oferecer 5 portas e funcionalidades como fecho centralizado e vidros elétricos que o tornaram mais prático. O Mk3 tinha uma forma de corpo mais larga e mais longa do que os modelos anteriores. Ganhando qual carro? ‘Carro do Ano’ da revista em 1989, o Mk3 teve mais de 1 milhão de unidades feitas nos primeiros 2 anos de lançamento. Conforme os anos 80 avançavam, os novos hatchs estavam sendo lançados com mais regularidade, então a Ford criou o Fiesta RS Turbo, que foi lançado em 1990.

Em 1995, a Ford lançou o Ford Fiesta Mk4. Foi imediatamente reconhecível devido à sua forma curva e aerodinâmica e foi o carro mais vendido da Grã-Bretanha de 1996-1998, quando foi ultrapassado pelo novo Ford Focus; um substituto para o Ford Escort Passando do Mk3, o Mk4 apresentava um novo estilo interior, novo design exterior com uma grelha oval, novos faróis e novos motores Zetec de 1,25 e 1,4 litros.

O Fiesta Mk4 foi feito com excelente dirigibilidade devido ao seu chassi desenvolvido e sistema de suspensão, que foi uma melhoria em relação ao Mk3. Parecia que a Ford havia produzido outro carro de sucesso, pois era muito popular. O Fiesta Mark IV não foi vendido na América do Norte. O Ford Puma de construção alemã foi baseado no Mark IV, compartilhando seus fundamentos. Por esta razão, o motor 1.7 VCT do Ford Puma tornou-se uma troca de motor extremamente popular para o Mark IV e o Mark IV facelift Fiesta. Isso dá ao popular hatch 100 cc a mais em relação ao maior tamanho de motor disponível anterior, tempo de came variável e caixa de câmbio de melhor relação, mantendo um acabamento de fábrica, pois todos os componentes são de troca direta.

O Ford Fiesta Mk5 é muitas vezes referido como um facelift do Fiesta Mk4. Isso ocorre porque é semelhante em aparência, mas tem uma dianteira inspirada no Focus com um novo design de roda e novos para-choques. No entanto, é conhecido como Mk5 e tem um modelo próprio no Reino Unido. O Mk5 foi premiado com o Supermini mais vendido da Grã-Bretanha em 2001. Ele tinha uma velocidade máxima de 104 mph e podia ir de 0 a 60 mph em 12 segundos. A Ford começou a produzir o Ford Fiesta Zetec S, que tinha suspensão e freios atualizados – as empresas também fizeram peças de desempenho para o motor.

 

A pastilha de freio não é apenas um item sem importância ou um componente simples do carro, e quem pensa isso está redondamente enganado. O sistema de freio compõe diversas peças, sendo todas fundamentais para o desempenho na hora de parar ou desacelerar o seu veículo. De modo geral e o mais aconselhável é a cada duas trocas de pastilhas, trocar ou retificar o disco. Se a manutenção da pastilha não for feita adequadamente, o disco vai acabar comprometido, pois ficará em contato constante com a plaqueta e não com material correto, o que causará atrito ferro com ferro, o que danifica o disco prematuramente.

 

Por isso, vale ressaltar que, se as pastilhas de freio estiverem danificadas, todo o sistema de frenagem do veículo estará comprometido. As pastilhas de freio são de suma importância para a segurança do carro e de quem está usando. A equipe RS Embreagem recomenda que a instalação seja feita por um de nossos mecânicos, pois possuímos os melhores profissionais prontos para melhor atendê-lo!

 

Procurando PASTILHA DE FREIO FORD FIESTA JURID HQJ 2283? Conte conosco para atendê-lo. Temos a melhor embreagem remanufaturada do Brasil!!!

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *