KIT EMBREAGEM CORSA 1.6 8V/16V 1995 A 2003 REMANUFATURADA

5/5

CHEVROLET – GENERAL MOTORS (GM)

CORSA 1.6 16V

CORSA 1.6L 8V MPFI SEDAN / CLASSIC 01/1995 1996 1997 1998 1999 2000 2001 07/2002

CORSA 1.6L 16V MPFI VHC SEDAN / CLASSIC 01/1995 1996 1997 1998 1999 2000 2001 07/2002

CORSA 1.6L 8V MPFI PICK UP 01/1995 1996 1997 1998 1999 2000 2001 2002 01/2003

1 Platô – 200mm e 14 estrias

1 Disco – 19,1 mm e 14 estrias

1 Colar

Marca: RS Embreagem

Código: RS 1384

Código referência Luk: 620302700

Disponibilidade: Em estoque.

Imagens meramente ilustrativas.

Garantia: 06 meses (não nos responsabilizamos pelo mau uso ou instalação indevida, causando a perda da garantia).

Recomendamos que os produtos sejam instalados por profissionais especializados. Oferecemos o serviço de instalação do kit de embreagem em nossas lojas. Consulte com nossos vendedores!!!

Com foco em tradição e qualidade desde 1989, a empresa RS Embreagem é pioneira na produção de peças remanufaturadas. As peças produzidas pela RS Embreagem são recuperadas com equipamentos de tecnologia de ponta. Através de procedimentos de remanufaturamento, as embreagens são montadas com os mesmos padrões de qualidade das originais, substituindo os componentes danificados por novos, agregando menor custo benefício e proporcionando ao cliente a certeza de adquirir um produto com qualidade, confiabilidade e garantia. Adquira conosco o melhor KIT EMBREAGEM REMANUFATURADA CORSA 1.6 16V 1995, 1996, 1997, 1998, 1999, 2000, 2001, 2002 e 2003.

Na apresentação do salão do automóvel de 1994, a Chevrolet exibiu o modelo de automóvel Corsa GSi que possuía as mesmas configurações do estilo europeu. O esportivo possuía motor 1.6 com 16 V e foi considerado um dos melhores veículos para dirigir na época, de acordo com os especialistas automotivos de revistas na década de 90.

O modelo Corsa GSi foi uma escolha nos anos 90 da Chevrolet de apresentar um compacto hatch. O Corsa GSi marcou o mercado brasileiro, pois os esportivos pequenos estavam em alta demanda no mercado automobilístico. Assim, com seu design pequeno e cativante, o Corsa conquistou espaço entre os esportivos da época e até hoje é considerado por seus donos um excelente carro.

O Corsa é um modelo esportivo da General Motors, mas com sua criação e influência da alemã Opel. Todo o design esportivo do Corsa tinha predominância europeia, inclusive no acabamento. Com padrões e condições físicas favoráveis, o Corsa GSi possuía o melhor resultado no quesito rapidez na sua categoria e também foi considerado o mais econômico entre os modelos esportivos.

Em seu momento de maior disseminação no mercado o estilo do Corsa foi repaginado. Assim, logo surgiu a geração conhecida como Corsa B que possuía linhas arredondadas, carroceria com duas portas, capô médio, faróis simples e amendoados, faróis de neblina e grade retangular e arredondada nas extremidades.

Essa versão compacta hatch, possuía aparência atraente com rodas de liga leve aro 14 polegadas. O modelo ainda possuía uma exclusiva figura de três raios duplos que transmitia a impressão de compacto. Além de saias laterais que alongavam a proposta do modelo esportivo. Na parte de traz, a tampa do porta malas possuía um defletor de ar encantador, que se desenrolava pelas laterais da peça, o que promovia uma aparência mais expressiva ao modelo.

O Corsa também contava com maçaneta traseira, limpador e lavador no vidro traseiro, maçanetas embutidas, retrovisores com design aerodinâmico, desembaçador. O item que mais se destacava era a ponteira simples do sistema de escape, mas em contrapartida, o acessório deixava o modelo menos atrativo.

Por dentro o modelo contava com um visual diferenciado com volante esportivo em couro de três raios, cluster instrumentado com padrão fiel das versões anteriores mais completas, com medições de combustível, temperatura da água, conta-giros e velocímetro.

O acabamento foi feito na cor preta e o painel do modelo Corsa GSI tinha relógio digital com check control, distribuição dos difusores de ar adequada, rádio com toca-fitas e acionamento manual do ar condicionado. Um porta-objetos sem tampa sobre o porta luvas, um cinzeiro com acendedor, câmbio com manopla em couro e freio de estacionamento manual também compunha os itens do Corso GSI.

No quesito diferencial, o Corsa GSI contava com alto desempenho devido a sua suspenção mais equilibrada e firme. As molas e amortecedores pressurizados eram mais robustos do que as versões anteriores para promover uma dirigibilidade mais estável e surpreendente.

O sistema de relação foi reduzido, o que promoveu uma direção mais direta e ágil aos movimentos do volante. Freios ABS com EDB com discos dianteiros ventilados. Pneus mais largos que davam mais estabilidade ao modelo esportivo.

As modificações foram realizadas para trazer um motor mais potente e um visual mais esportivo, mas levando em conta o conjunto mecânico o modelo responderia melhor se tivesse um propulsor e um câmbio que promovesse um resultado mais satisfatório.

Por ser pequeno e leve, o modelo possuía um conjunto motriz realmente satisfatório para sua época. O motor “pocket rocket” da família GM era fabricado na Hungria e importado para o Brasil diretamente. A máquina possuía um bloco em ferro fundido com cabeçote de alumínio e um propulsor X16XE.

O comando duplo de 16 V era acionado pela correia dentada, sendo quatro válvulas por cilindro. Assim, o modelo tinha um desempenho muito bom com 1.598 cm³, o C16XE possuía Multec M, uma injeção eletrônica com multipontos sequenciais. Havia também recirculação dos gases de escape, sensores MAF, MAP e EGR.

O motor inovador do Corsa recebeu a certificação da Ecotec na Europa, com selo de redução de poluentes emitidos. Isso era devido coletor de admissão de alumínio que reduzia as emissões significativamente se comparado ao de plástico.

O motor entregava em seu desempenho 108 cavalos a 6.200 RPM e 14,8 KGFM a 4.000 RPM, sendo assim 80 por cento a 1.500 RPM. Em momentos extremos e elevados, o esportivo compacto garantia de 0 a 100 km/h em 9,8 segundos e com máxima de 195 km/h.

O consumo correspondia ao melhor da época, o Corsa fazia 12,6 km/l de gasolina no dia a dia da cidade e 15,8 km/l em estrada. Rodava até 730 km sem ter que abastecer e com seus 945 kg, o modelo possuía apenas 46 l no reservatório de combustível e 240 l no porta-malas com espaço considerado mediano.

O compacto só possuiu modelos com carroceria hatch de duas portas, o que remetia a proposta do modelo compacto.

O corsa GSi perdurou com gerações adiantes com a mesma proposta, mas os modelos mais avançados não seguiram a linha de fabricação da Opel e começaram a operar em parceria com o modelo mais potente OPC da Vauxhall VXR na Europa.

Aqui no Brasil, o que realmente afetou a fabricação do modelo esportivo foi à linha de montagem, pois o processo produtivo requeria mais tempo e por esse motivo a produção era atrasada.

O motor era importado o que exigia mão de obra qualificada e mais concentração na montagem. Assim, a produção do Corsa foi limitada em lotes reduzidos, o que ocasionou na mínima distribuição nas concessionárias da época.

Com isso o interesse do consumidor diminui e o Cosa GSI deixou de ser oferecido em 1997. A General Motors não retomou mais a sigla GSi nos modelos Corsa. Desse modo, a montadora deu continuidade apenas com o motor Família II 2.0 16 v do Astra GSi.

Procurando o KIT EMBREAGEM REMANUFATURADA CHEVROLET CORSA 1.6 16V 1995 A 2003? Conte conosco para atendê-lo. Temos a melhor embreagem remanufaturada do Brasil!!!

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *